Revisión

Aplicações da espectroscopia por ressonância magnética no estudo da doença cerebral

M. Pérez-Gómez, C. Junqué, J.M. Mercader-Sobrequés, J. Berenguer DOI: https://doi.org/10.33588/rn.3002.99460 OPEN ACCESS
Volumen 30 | Número 02 | Nº de lecturas del artículo 18.683 | Nº de descargas del PDF 1.117 | Fecha de publicación del artículo 16/01/2000
Icono-PDF-OFF Descarga PDF Castellano Citación Buscar en PubMed
Compartir en: Facebook Twitter
Ir a otro artículo del número
RESUMEN Artículo en español English version
Introdução e objectivo. A espectroscopia por ressonância magnética (ERM) é uma técnica não invasiva de estudo neuroquímico do cérebro in vivo. O objectivo do presente trabalho é rever as principais investigações que utilizaram a técnica da ERM para o estudo de doenças cerebrais. Desenvolvimento. O uso da ERM no estudo do cérebro iniciou-se em 1983 ainda que o seu desenvolvimento máximo ocorreu na década de 90. As entidades mais investigadas foram a doença de Alzheimer, a esclerose múltipla, a esquizofrenia e a depressão. Ainda que seja possível obter espectros de diversos núcleos, os mais utilizados são o fósforo (P31) e o hidrogénio (H1). Actualmente a técnica mais utilizada é a ERM de protões. Os níveis baixos de N-acetil-aspartato parecem ser um bom indicador de perda neuronal. O seu estudo é complementar aos estudos estruturais volumétricos por meio de imagens de ressonância magnética. O pico de mioinositol parece ser o marcador neuroquímico da doença de Alzheimer. Conclusões. A ERM contribuiu para o aumento do conhecimento fisiopatológico do envelhecimento cerebral, os processos neurodegenerativos, as doenças desmielinizantes e as doenças psiquiátricas. Potencialmente pode contribuir para o diagnóstico diferencial na doença de Alzheimer e na doença de Parkinson. Actualmente, abre também um potencial de investigação dos efeitos do tratamento farmacológico em regiões cerebrais concretas. Palabras claveEspectroscopia por ressonância magnéticaNeurologiaNeuropsicologiaPsiquiatria CategoriasNeurología del Lenguaje y la ComunicaciónNeuropsicologíaNeuropsiquiatríaTécnicas exploratorias
TEXTO COMPLETO (solo disponible en lengua castellana / Only available in Spanish)